Estratégia de avaliação

A avaliação será baseada na participação em sala de aula, relatórios, e códigos de programas (em C e/ou Python), de tarefas individuais, possíveis de serem realizadas no período máximo de 15 dias (prazo para entrega de cada tarefa). O curso prevê 4 tarefas, uma para cada mês. Cada tarefa consistirá de um programa C (e/ou script Python, a critério do aluno) para cômputo e ilustração de técnicas de análise de imagem. As tarefas deverão ser mais complexas para os alunos de pós-graduação do que para os alunos de graduação. O relatório deve apresentar uma explicação sobre a técnica implementada, imagens, tabelas, e/ou gráficos que ilustrem os resultados, e uma discussão sobre os resultados obtidos.

Cada tarefa valerá uma nota em $[0,0-2,5]$. Se a soma $NT$ dessas notas for $NT \leq 3,0$, o aluno estará automaticamente reprovado. Alunos com $NT \geq 6,0$ estarão aprovados e alunos com $3,0 < NT < 6,0$ deverão fazer prova teórica sobre todo o conteúdo da matéria. Neste caso, a nota final $NF$ será calculada por $NF =
\frac{NT + PT}{2}$, em que $PT$ é a nota da prova teórica.

A prova teórica será considerada exame final para os alunos de graduação. Alunos de graduação estarão aprovados se $NF \geq 5,0$. No caso dos alunos de pós-graduação, as seguintes transformações de conceitos serão aplicadas a $NT$, no caso de aprovação direta, e a $NF$ no caso de necessidade de prova teórica: A, se $NT \in
[8,5-10,0]$ ou $NF \in [8,5-10,0]$; B, se $NT \in [7,0-8,5)$ ou $NF
\in [7,0-8,5)$; C, se $NT \in [6,0-7,0)$ ou $NF \in [5,0-7,0)$; $D$, se $NT \in [0,0-3,0]$ ou $NF \in [0,0-5,0)$. O conceito E será atribuído no caso de reprovação por falta.

Alexandre Falcao 2017-07-13