Defesa de Mestrado de Sergio Zumpano Arnosti

Título do Trabalho
Estratégias para agrupamento de nós e alocação dinâmica de recursos em redes IEEE 802.11ah
Candidato(a)
Sergio Zumpano Arnosti
Nível
Mestrado
Data
Add to Calender 2020-02-13 00:00:00 2020-02-13 00:00:00 Defesa de Mestrado de Sergio Zumpano Arnosti Estratégias para agrupamento de nós e alocação dinâmica de recursos em redes IEEE 802.11ah Auditório 1 - IC 3 INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO mauroesc@ic.unicamp.br America/Sao_Paulo public
Horário
10:00h
Local
Auditório 1 - IC 3
Orientador(a)
Juliana Freitag Borin
Banca Examinadora

Titulares

Unidade/Instituição

Juliana Freitag Borin

IC/UNICAMP

Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo Branco

ICMC/USP

Lucas Francisco Wanner

IC/UNICAMP

Suplentes

Unidade/Instituição

Islene Calciolari Garcia

IC/UNICAMP

Jó Ueyama

ICMC/USP

Resumo

A integração de diversos dispositivos que possuem ao mesmo tempo alguma capacidade de computação, comunicação, sensoriamento e atuação com um sistema maior como a internet, traz um novo conceito chamado Internet das Coisas. Dentre os desafios desse novo paradigma se destacam aqueles ligados a área de redes e comunicação sem fio, onde novos protocolos vêm surgindo para lidar com o número massivo de dispositivos que estarão conectados e a grande quantidade de dados que serão gerados. Dentre esses protocolos, o padrão IEEE 802.11ah é uma das soluções mais recentes para comunicação dos dispositivos da Internet das Coisas. Esse protocolo apresenta mecanismos para controle de acesso ao meio e economia de energia que dependem do ajuste de parâmetros de configuração para que a rede atinja o desempenho esperado. Na literatura, o mecanismo Restricted Access Window (RAW) é amplamente estudado, porém poucos trabalhos consideraram a qualidade de serviço e a heterogeneidade inerente da Internet das Coisas. Considerando isso, este projeto analisou o desempenho de uma rede de padrão IEEE 802.11ah com dispositivos de diferentes perfis de tráfego em um cenário com grupos de acesso que misturavam esses dispositivos e outro onde se propõe criar grupos dedicados a um tipo. Os resultados mostraram que a abordagem de separar os nós em grupos dedicados traz melhoras significativas para as principais métricas de qualidade de serviço. Baseado nesses resultados foi proposta uma heurística de ajuste dinâmico da duração das partições da RAW que juntamente com a estratégia de separar os dispositivos por perfis de tráfego promoveu um menor atraso e aumento da vazão principalmente para os dispositivos com maior prioridade de acesso ao meio.