Defesa de Mestrado de Marcelo Claudio Sousa Araújo

Título do Trabalho
Avaliação de desempenho de virtualização: arquiteturas Intel Xeon e IBM Power8
Candidato(a)
Marcelo Claudio Sousa Araújo
Nível
Mestrado
Data
Add to Calender 2016-01-27 00:00:00 2016-01-27 00:00:00 Defesa de Mestrado de Marcelo Claudio Sousa Araújo Avaliação de desempenho de virtualização: arquiteturas Intel Xeon e IBM Power8 Auditório do IC 2 - Sala 85 INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO mauroesc@ic.unicamp.br America/Sao_Paulo public
Horário
10:00 h
Local
Auditório do IC 2 - Sala 85
Orientador(a)
Luiz Fernando Bittencourt (IC/UNICAMP)
Banca Examinadora

Titulares:
Luiz Fernando Bittencourt (IC/UNICAMP)
Julio Cezar Estrella (ICMC/USP)
Rodolfo Jardim de Azevedo (IC/UNICAMP)
Suplentes:
Edson Borin (IC/UNICAMP)
Christian Rodolfo Esteve Rothenberg (FEEC/UNICAMP)
 

Resumo

A virtualização de máquinas provê a capacidade de que recursos computacionais de um único servidor possam ser utilizados por múltiplos usuários de forma compartilhada. A arquitetura x86 não foi desenvolvida considerando aspectos relacionados com a virtualização. Pesquisas são desenvolvidas com o objetivo de reduzir a degradação de desempenho de servidores virtualizados, recentemente a IBM apresentou uma remodelação da arquitetura Power. A arquitetura Power foi desenvolvida com o objetivo de obter melhores desempenhos em ambientes virtualizados. Utilizando a virtualização como tecnologia base, a computação em nuvens permitiu que recursos computacionais fossem providos como serviço de forma simples e eficiente. O desempenho dos ambientes de computação está diretamente relacionado com o desempenho obtido pela virtualização da camada de {\it hardware}. Através da execução de {\it benchmarks} em um ambiente de computação em nuvens gerenciado pela plataforma OpenStack, esta pesquisa buscar identificar os principais fatores de impacto de desempenho em um ambiente virtualizado, além de analisar o comportamento de servidores das arquiteturas Intel x86 e Power a medida que estes são gradualmente sobrecarregados, simulando um cenário real de uma nuvem computacional. As análises dos resultados das execuções dos benchmarks foram realizadas considerando duas métricas: a porcentagem de degradação de desempenho e a porcentagem de recursos utilizados, mostrando que a sobrecarga em recursos virtualizados afeta de forma diferente as arquiteturas analisadas e pode influenciar diretamente nas decisões de alocações de recursos de nuvem.