Defesa de Mestrado de Leydi Rocio Erazo Paruma

Título do Trabalho
An approach and a tool for model-based testing in software product lines
Candidato(a)
Leydi Rocio Erazo Paruma
Nível
Mestrado
Data
Add to Calender 2017-12-11 00:00:00 2017-12-11 00:00:00 Defesa de Mestrado de Leydi Rocio Erazo Paruma An approach and a tool for model-based testing in software product lines Sala 85 - IC 2 INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO mauroesc@ic.unicamp.br America/Sao_Paulo public
Horário
09:00 h
Local
Sala 85 - IC 2
Orientador(a)
Eliane Martins
Banca Examinadora

Condição

Titulares  -  Professores Doutores

Unidade/Instituição

Orientador/Presidente

Eliane Martins

IC/UNICAMP

Externo à Unidade

Maria de Fátima Mattiello-Francisco

INPE

Interno à Unidade

Cecilia Maria Fischer Rubira

IC/UNICAMP

Condição

Suplentes  -  Professores Doutores

Unidade/Instituição

Interno à Unidade

Leonardo Montecchi

IC/UNICAMP

Externo à Unidade

Leonardo Pondian Tizzei

IBM Research

Resumo

As linhas de produtos de software (LPS) estão ganhando interesse devido à crescente demanda por produtos personalizáveis. Tal se deve, em parte, por que as LPS são um meio eficiente e efetivo de entregar produtos com maior qualidade a um custo menor.

Em uma LPS, produtos têm requisitos em comum e também, características específicas a cada um. Testar se um produto implementa os requisitos comuns e específicos é um importante passo para garantir uma boa qualidade. No entanto, o teste de uma LPS é uma tarefa complexa, uma vez que a variedade de produtos que podem ser derivados a partir da combinação de características comuns e específicas é enorme. Mesmo que se escolha apenas alguns produtos selecionados, o esforço para testá-los ainda assim é grande, dado que os produtos variam em termos das características específicas selecionadas. Portanto, reutilizar casos de teste de um produto para o outro para determinar se satisfazem os requisitos funcionais, pode não ser possível. Os testes baseados em modelos (MBT) podem ser úteis neste caso, nos quais um modelo de comportamento pode ser obtido a partir dos requisitos e este modelo pode ser usado para a geração automática de casos de teste.

Neste trabalho é apresentada uma abordagem em que os requisitos SPL são centrados em casos de uso. Casos de uso (UC) são um formato popular para representar os requisitos. A partir das descrições de casos de uso escritas em um formato semi-estruturado e contendo a especificação de variabilidade, os modelos de comportamento são gerados automaticamente para um produto sob teste, na forma de um modelo de máquina de estado. Construir uma máquina de estado não é trivial para a maioria dos profissionais, que estão mais habituados com descrições textuais e informais dos requisitos. Em geral, a criação manual de modelos de máquinas de estado a partir de UCs pode ser demorado e propenso a erros. O objetivo é fornecer aos engenheiros de teste um método que os guie na criação dos artefatos necessários para que uma versão preliminar de um modelo de estado seja extraída automaticamente dos requisitos. Este modelo preliminar pode ser refinado para tornar-se adequado para uma ferramenta de geração de casos de teste.

Para esse processo de refinamento também são fornecidas algumas diretrizes. Como prova de conceito, desenvolveu-se um protótipo de uma ferramenta, MARITACA, que utiliza técnicas de processamento de língua natural para extrair as máquinas de estado a partir das descrições dos casos de uso. O texto apresenta o uso do método e da ferramenta em um exemplo ilustrativo, obtido da literatura, e em uma família de aplicações distribuídas tolerantes a falhas. Este estudo mostrou a aplicabilidade do método proposto. Uma das preocupações nos testes de SPL é a geração de casos de teste redundantes de um produto para outro. Os resultados, embora preliminares, mostraram que a maioria dos casos de teste gerados para um novo produto não são redundantes, pois envolvem características específicas de cada produto.